Início » Traição » Ninfomania: o que é e como tratar essa doença que pode levar a traição

Ninfomania: o que é e como tratar essa doença que pode levar a traição

Mulher de branco em clínica para tratar ninfomania

A ninfomania é uma doença que atinge homens (satiríase) e mulheres e deve ser diagnosticada e tratada para que os pacientes possam ter uma vida mais saudável. 

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o termo ninfomania. Afinal, existe até filme que aborda esse assunto. 

No entanto, é importante compreender que ninfomania é um termo desatualizado, usado anteriormente para descrever o desejo sexual excessivo em mulheres. 

Hoje em dia, os profissionais de saúde se referem ao comportamento hipersexual como transtorno de hipersexualidade, comportamento sexual comulsivo ou vício em sexo. 

Entretanto, considerando que o termo mais conhecido e utilizado é a ninfomania, também é importante que você entenda o que é essa doença e como ela pode ser tratada. 

Identificar, diagnosticar e fazer o tratamento adequado para a doença é essencial não somente para que o paciente possa viver melhor, mas também para que evite possíveis problemas com seus parceiros amorosos, como a traição no casamento

Continue a leitura e saiba o que precisa saber sobre ninfomania e quais os possíveis reflexos da doença no casamento de um paciente com essa condição. 

O que é ninfomania?

O significado de ninfomania remonta ao século XIX. Então, a sociedade considerava as mulheres com desejos sexuais insaciáveis ​​como delinquentes, e os médicos viam a ninfomania como uma condição médica.

Com o tempo, a pesquisa sobre comportamento sexual levou a mudanças na nomenclatura (linguagem) usada para descrever o comportamento hipersexual. 

Como já citado no inicio do artigo, hoje em dia é comum que os profissionais usem os termos: transtorno de hipersexualidade, comportamento sexual compulsivo e vício em sexo.

Entretanto, identificar, tratar e pesquisar o comportamento hipersexual pode ser um desafio, já que não existe uma lista formalizada de sintomas e critérios. 

Alguns profissionais de saúde veem o comportamento hipersexual como um problema compulsivo ou de controle de impulsos. Por outro lado, outros profissionais abordam a doença como um vício.

De qualquer forma, existem características comuns entre pessoas com comportamento hipersexual. Dito isso, a ninfomania é uma doença que deve ser identificada e tratada. 

O que é satiríase?

Antes de compreender quais são os sintomas de uma pessoa com ninfomania, é importante saber sobre a existência da satiríase. 

Você pode estar se questionando se homem também pode ter ninfomania, e a resposta é sim, eles podem. No entanto, neste caso, a doença é chamada satiríase. Em outras palavras, ninfomania masculina. 

Assim como no caso da ninfomania em mulheres, a satiríase descreve o transtorno hipersual, ou transtorno de comportamento compulsivo, em homens. 

Sintomas da Ninfomania

Geralmente, o comportamento sexual compulsivo é caracterizado por fantasias, impulsos e comportamentos sexuais excessivos, bem como o impulso de agir sobre eles com indivíduos consentidos.

Alguns dos principais sintomas incluem:

  • Pensamentos ou desejos intrusivos e repetitivos;
  • Dificuldade em reduzir ou interromper comportamentos;
  • Envolver-se em fantasias, impulsos ou comportamentos como meio de escapar ou lidar com emoções desafiadoras ou situações estressantes;
  • Ter vários parceiros sexuais;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Culpa e vergonha;
  • Engajamento contínuo em comportamentos sem levar em conta danos a si mesmo ou a outros;
  • Preocupação ou passar muito tempo pensando ou tendo encontros sexuais.

Embora o comportamento hipersexual seja mais prevalente em homens, as mulheres também lutam com esses comportamentos. 

Pesquisas identificaram a masturbação, o uso de pornografia e os encontros sexuais indiscriminados como comportamentos sexuais que as mulheres têm mais probabilidade de empregar. 

Essas características são muitas vezes perturbadoras e podem afetar significativamente a saúde psicológica, a saúde física e os ambientes doméstico, de trabalho e escolar de uma pessoa.

Outras complicações podem incluir o risco de infecções sexualmente transmissíveis e apoio social diminuído. 

Causas da ninfomania

Não há uma causa clara para ninfomania ou comportamento sexual compulsivo. Cada caso individual é único. No entanto, pesquisas conseguiram associar algumas situações aos casos de ninfomania. Algumas delas são:

  • Hipertireoidismo – se a glândula tireoide estiver hiperativa, pode fazer com que os desejos sexuais fiquem fora de controle.
  • Medicamentos para Parkinson – medicamentos agonistas da dopamina podem causar comportamentos compulsivos. Quase 25% das pessoas que tomam este medicamento mostram algum tipo de comportamento impulsivo.
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) – isso pode andar de mãos dadas com a hipersexualidade. Neste caso, os médicos conseguiram reduzir o nível de atividade sexual com a ajuda de medicamentos e terapia.
  • Desequilíbrio de substâncias químicas naturais no cérebro – níveis mais altos de certas substâncias químicas, como serotonina, norepinefrina e dopamina, podem estar associados ao comportamento sexual compulsivo. Esses produtos químicos também ajudam a regular o humor de uma pessoa.
  • Níveis de hormônios sexuais – o hormônio andrógeno é um hormônio sexual que ocorre naturalmente em homens e mulheres. Os hormônios sexuais desempenham um papel vital nos desejos sexuais, mas ainda é desconhecido seu papel no comportamento sexual compulsivo.

Além dos motivos citados acima, a ninfomania também pode se desenvolver devido a eventos de vida estressantes, como traumas, incluindo abuso sexual. 

casal de costas um para o outro sobre a cama, depois de mulher comprovar a infidelidade do marido

Por que a ninfomania aumenta os riscos de traição no casamento?

Quando uma pessoa sofre com ninfomania, é um grande desafio para que ela consiga manter um relacionamento amoroso. Porém, isso não é impossível. 

É importante deixar claro que a pessoa que tem vício em ter relações sexuais sempre estará querendo mais. 

Com isso, seu parceiro sentirá uma grande cobrança para corresponder ao desejo do outro. E, claro, é normal que isso não aconteça. Afinal, estamos falando de uma doença que precisa ser tratada. 

Toda essa situação pode despertar desconfiança do parceiro que se relaciona com uma pessoa com ninfomania. 

Isso acontece porque ele não sabe se a pessoa realmente será fiel ou se, devido ao vício em ter relações sexuais, ela procurará outros parceriso para satisfazê-la. Vale dizer que a doença pode surgir tanto em mulheres quanto em homens (satiríase). 

Diante dessa situação, o parceiro pode buscar soluções para descobrir o que está acontecendo, por exemplo, contratando os serviços de um detetive particular. Portanto, é fundamental que a pessoa que sofre com a doença procure o quanto antes por tratamento. 

Leia também: 6 consequências da traição no casamento

Como funciona o tratamento para ninfomania

O tratamento para o comportamento hipersexual pode envolver uma variedade de métodos. Por exemplo, a psicoeducação pode ser benéfica para ensinar os pacientes sobre a hipersexualidade e reduzir a vergonha e o estigma associados ao tema. 

Quando os pacientes podem ter conversas abertas em um ambiente seguro e sem julgamentos, eles podem explorar comportamentos saudáveis ​​e mal adaptativos (negativos) com um profissional de saúde mental.

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é um método usado para tratar o comportamento sexual compulsivo. 

Os terapeutas trabalham com os pacientes para identificar gatilhos, padrões de pensamento relacionados a si mesmos e ao seu comportamento e mudanças no estilo de vida para apoiar comportamentos saudáveis.

Um profissional de saúde pode prescrever medicamentos para tratar sintomas de saúde mental ou condições relacionadas ao comportamento sexual compulsivo. Por exemplo, um psiquiatra pode prescrever medicamentos anti-ansiedade ou antidepressivos para tratar a ansiedade e a depressão. 

Pacientes com transtorno bipolar ou outras condições podem tomar estabilizadores de humor ou antipsicóticos. 

Uma avaliação completa com um profissional de saúde pode ajudar a identificar os sintomas que podem exigir tratamento e determinar o melhor regime de medicação, se necessário. 

Como lidar com a ninfomania no casamento

A utilização de estratégias para potenciar o bem-estar é essencial para o dia-a-dia e para a recuperação de uma pessoa que sofre com ninfomania. 

As maneiras de lidar com o comportamento hipersexual por meio do autocuidado envolve principalmente em como o paciente se dedica ao tratamento diagnosticado. 

Portanto, o que o parceiro pode fazer para ajudar a pessoa com ninfomania, é acompanhar se ela está seguindo as recomendações feitas pelo médico. Algumas delas podem ser: 

  • Estabelecer e manter uma rotina de autocuidado que apoie o funcionamento diário;
  • Dormir regularmente;
  • Comer refeições bem equilibradas;
  • Conectando-se a uma rede de suporte;
  • Ser aberto e honesto sobre pensamentos, emoções e comportamentos;
  • Ser consistente com o tratamento;
  • Estar ciente dos gatilhos;
  • Participar de grupos de apoio.

Quando o paciente se compromete em seguir as recomendações acima — que devem ser passadas por um profissional da área da saúde —, o seu comportamento reflete diretamente no bem-estar do seu parceiro. Em outras palavras, na saúde do relacionamento. 

Porém, o que fazer quando existe a desconfiança de que o parceiro está traindo? 

Neste caso, você pode contar com um investigador para que possa descobrir o que realmente está acontecendo. 

Na Líder Detetives, você conta com a ajuda de profissionais especializados em diferentes tipos de investigações. Inclusive, em investigação conjugal

Banner de Contato - Lider Detetives
Diretoria Líder

Diretoria Líder

A Diretoria Líder é responsável por uma empresa especializada em serviços de Investigação Particular, com mais de 20 anos de história. Possuímos a melhor equipe de detetives particulares de São Paulo e atendemos todo o território brasileiro para solucionar os mais diversos casos de investigação.

Fale Conosco pelo WhatsApp