-: maio 18, 2020 / diretorialider

Investigação particular: desvendar crimes e corrupção é uma de suas particularidades

0

Entenda como um detetive pode ser uma  peça chave em empresas

Quando pensamos em uma investigação particular, as primeiras coisas que vêm à mente são provas de infidelidade, busca de pessoas desaparecidas. Mas, não costumamos associar a profissão de detetive particular à de crimes e corrupção. 
Diferente do que muitos podem pensar, a corrupção não acontece apenas na política. Esse tipo de crime está tão enraizado na sociedade que podemos até separá-lo em pequenas, médias e grandes corrupções. 
No mundos dos negócios todos os setores precisam de uma auditoria, e é justamente por isso que um detetive particular pode ser o grande olho por fora da instituição para evitar escândalos relacionados a crimes como corrupção. 

Compliance

O termo vem do inglês “comply”, que significa “agir de acordo com as regras”. As empresas podem ter seu próprio programa de compliance, que servem para averiguar se está acontecendo ou não alguma fraude ou corrupção. Nele, são instaurados processos e ações para evitar ou eliminar as condutas que não estão em conformidade com as leis.

O detetive particular

O profissional pode atuar de forma autônoma, na sua própria empresa com casos particulares, mas também prestar esse tipo de serviço sob demanda para clientes que o contratam com o objetivo de investigar espionagem industrial e até a desvendar crimes.
O detetive  se compromete integralmente a desvendar o caso em questão e a entregar todas as informações que descobrir para o seu cliente.
Ele pode descobrir casos de corrupção antes deles descobertos externamente. Isso pode evitar que a empresa tenha sua reputação abalada perante a opinião pública. 
É por isso que, a empresa que apresenta seu programa de compliance é vista com muita maturidade estratégica, com uma credibilidade sólida. 
imagem de uma lupa sob uma mesa com notas e evidências
Leia mais: Um detetive particular pode prender alguém?

Como funciona essa investigação?

O detetive tem uma boa memória para lembrar de fatos, nomes e fisionomias. Apresenta raciocínio lógico para enxergar atrás de suas investigações e sensibilidade para chegar a conclusões que não seriam tão óbvias para quem não está treinado para lidar com esse tipo de situação.  
Ele vai se utilizar de diversas táticas para se certificar de que nenhum crime não é praticado na empresa. Mas, uma vez que alguma situação arriscada para seu cliente é identificada,  deve sugerir o afastamento dos envolvidos e agilizar os demais processos de criação do compliance.
Durante a investigação, ele pode se disfarçar de funcionário, fornecedor ou cliente para observar o ambiente, conversar com os suspeitos e obter provas. Com câmeras, microgravadores e escutas, o profissional conseguirá descobrir se as normas de ética estão funcionando como deveriam no negócio.

Limitações do Detetive Particular

Ainda assim, existem algumas coisas não estão ao alcance do detetive. Ele não tem liberdade legal para exigir provas, confissões ou invadir a privacidade das pessoas para desvendar um caso, por  exemplo. É nesse ponto que o seu trabalho difere de um investigador policial. 
Policiais podem apresentar mandados para entrar em determinados lugares e podem interrogar as pessoas. Já o trabalho do detetive particular deve respeitar a legalidade e alguns limites para não invadir a privacidade dos investigados. 
Isso é uma limitação, mas serve também para demonstrar a destreza deste profissional, uma vez que ele precisa ter extremamente qualificado para atuar diante dessas circunstâncias.
Nada o impede, ainda, de se utilizar de ferramentas como drones, câmeras escondidas, gravadores, rastreadores e disfarces para burlar essas dificuldades.
imagem de um homem e uma mulher analisando evidências criminais
Leia mais: Como Contratar Detetive Particular: negociação entre detetive e cliente!

Detetive particular x investigador policial = vantagens

Por mais que o detetive precise lidar com suas limitações diante da lei, essa atuação também conta com vantagens. O profissional, por exemplo, está livre das burocracias enfrentadas pelos policiais. 
O detetive pode buscar por provas onde sua liberdade permite sem precisar aguardar por liberações judiciais. 
Outro aspecto a ser apontado sobre essas vantagens é a de que uma pessoa com todas as habilidades necessárias para se tornar um detetive pode desenvolver sua carreira de uma forma mais fácil. 
Enquanto um investigador de Polícia está sujeito a concurso público e outras questões, o detetive particular pode se profissionalizar e atuar por conta própria para solucionar casos. 
Os dois profissionais, no entanto, podem trabalhar de forma conjunta se for o caso. Ao solucionar crimes, por exemplo, a família  das vítimas pode contar com um detetive particular em paralelo com as investigações da polícia numa tentativa de agilizar os processos de comprovação. 
O Detetive Particular pode ajudar a trazer um outro viés de soluções para a investigação. 
 

Posted in: Investigação Particular
Comentários
Nenhum Comentário
Ainda não há comentários.