Como lidar com filhos que mentem?

Adescente guardando algum objeto dentro da mochila.

O que fazer quando os filhos contam mentiras e como saber se esse comportamento pode trazer problemas

Seja adulto ou criança, todos podem mentir. E é muito provável que isso aconteça todos os dias, nem que seja para contornar uma situação desagradável, como dizer que gostou do corte de cabelo novo de alguém, só para não ofender a pessoa.

Você provavelmente conhece a história do Pinóquio, o boneco de madeira que, sempre que contava uma mentira, seu nariz crescia. Mas não é assim tão simples na vida real. Saiba como lidar com filhos que mentem e reconhecer quando esse comportamento é prejudicial.

Por que as crianças mentem?

Estudos demonstram que, antes mesmo de falar, os seres humanos já são capazes de mentir. Mesmo um bebê pode simular o choro para de certa forma manipular os pais e conseguir atenção ou algo que desejam.

A capacidade de mentir é desenvolvida na infância, assim como outras habilidades. É certo que as crianças aprendem a mentir em determinado ponto da vida, o que pode ser feito pela repetição do exemplo que veem ao seu redor. Mas os motivos para mentir podem variar.

Uma das explicações é que quando são muito jovens, as crianças ainda não aprenderam a diferença entre o que é real e o que é parte da imaginação. Por isso, essa noção confusa da realidade faz com que mintam, mesmo que isso não seja intencional e normalmente não é prejudicial. 

Leia também: Como saber se a pessoa está mentindo: 5 dicas para desmascarar um mentiroso

Outros motivos pelos quais as crianças mentem podem incluir: para se proteger, evitar punição ou explicação de algo que fizeram, para obter alguma vantagem ou mesmo para imitar o comportamento das pessoas com quem convivem.

E quando os adolescentes mentem?

Adolescente sentada em frente ao notebook.

À medida que as crianças crescem e se desenvolvem aprendem noções de moral e a diferença entre o certo e o errado. Dessa forma elas tomam consciência que nem tudo que fazem é permitido e passam a tomar decisões com base nesse conhecimento.

Na adolescência, apesar de não estar totalmente amadurecida mentalmente, uma pessoa já tem uma habilidade muito maior de controlar a mentira, tanto porque já sabe as consequências quanto por saber diferenciar a fantasia da realidade.

A fase da adolescência é conhecida por ser cheia de conflitos internos e externos. As mudanças nesse período, tanto físicas quanto comportamentais, podem fazer os pais se preocupar ainda mais com a sinceridade dos filhos.  Afinal, nesse momento as mentiras podem ser frequentes.

Filhos adolescentes podem mentir para escapar da punição dos pais, tanto quanto as crianças, mas com uma consciência maior de que sua atitude é incorreta. Por isso sua habilidade de contar uma mentira também é maior e por isso mais convincente. 

Os filhos sabem as consequências da mentira?

Para ajudar crianças e adolescentes a evitar as mentiras é preciso se certificar que eles sabem o que esse comportamento pode causar. É importante ser objetivo ao explicar quais as consequências da mentira de uma forma que eles sintam o apoio dos pais, ou isso pode ocasionar em mais mentiras.

Às vezes, para ensinar um princípio, os pais podem usar de uma linguagem agressiva e fazer com que o medo leve os filhos a mentir. Por outro lado, não cumprir com algo que prometeram – seja um castigo ou um prêmio – ou pedir para que eles mintam em alguma situação dá certa autorização para mentir, baseada no exemplo dos pais.

Se acreditarem que essa permissão existe, dificilmente irão interromper suas mentiras porque podem pensar que não há consequências negativas para suas ações. Por isso, além da conversa franca que explique porque não devem mentir, a conduta como exemplo é muito importante.

Como lidar com filhos que mentem?

Adolescente com mochila nas costas andando em uma área verde.

Sabendo que todas as pessoas estão sujeitas a mentir, vai ser impossível garantir um comportamento totalmente livre de mentiras dos seus filhos. Mas é possível evitar que saia do controle e deixe de ser algo aceitável para se tornar compulsivo e nocivo. Então, como lidar com filhos que mentem?

1. Não confrontar

Dificilmente você vai conseguir uma confissão acusando o seu filho do que fez de errado. Isso pode fazer com que sejam criadas mais mentiras para esconder a primeira.

2. Conversar e explicar as consequências

Fale abertamente sobre porque devem dizer sempre a verdade. É importante que as crianças e jovens recebam mais do que um “porque sim” dos pais e aprendam a tomar decisões.

3. Estabelecer uma relação de confiança

Quando se sentem confortáveis perto dos adultos, crianças e adolescentes vão falar a verdade de forma natural. Se não houver confiança, esconder ações e sentimentos funciona como defesa.

4. Cuidado com as punições

Se os seus filhos se sentirem sempre ameaçados por castigos podem entender que mentir é uma forma de se proteger das consequências ruins. Ajude a criar um ambiente em que se sintam convidados a contar e não a esconder suas ações.

5. Permita que consertem o erro

Dar a oportunidade de reparar uma ação vai ajudar os filhos a vivenciar os princípios que foram ensinados. Além de ajudar a evitar novas mentiras, pode desenvolver suas habilidades de resolver conflitos.

6. Não cause constrangimentos

Por mais que a atitude mentirosa irrite e decepcione, não use palavras que humilhem os filhos e, principalmente, não tratem de situações como essas na frente de outras pessoas. Isso pode gerar angústia e fazer com que a mentira se repita para evitar mais reclamações.

Quando procurar um detetive pode ser uma solução?

Muitas vezes, os filhos vão incluir algumas mentiras em seu relacionamento com os pais e com outras pessoas sem que isso seja algo maléfico. Pode ser para evitar maiores explicações sobre uma situação muito pessoal ou embaraçosa, para dar uma desculpa ou até para não desapontar alguém.

Veja agora: Como Contratar Detetive Particular: negociação entre detetive e cliente!

Mas quando as mentiras se tornam frequentes, quando a pessoa obtém muitas vantagens, quando suas atitudes prejudicam a si mesmo e outras pessoas e não parece se importar com isso, é preciso ficar atento. É possível observar o comportamento e saber se uma pessoa está mentindo ou não.

Nesse caso, quando as farsas parecem ter saído do controle e quando não é possível comprovar se os filhos estão de fato contando mentiras sérias, é preciso buscar ajuda profissional. Eles sabem como lidar com filhos que mentem e vão ajudar a encontrar evidências desse comportamento.

Para isso, conte com o trabalho dos profissionais da Líder Detetives, especializados em investigações que exigem discrição e eficiência. Se você tem dúvidas sobre o que seus filhos andam fazendo e desconfia que eles podem estar causando problemas, não perca tempo: entre em contato e vamos te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco pelo WhatsApp