7 coisas que todo Detetive Particular deve saber

Os detetives particulares confiáveis só realizam ações dentro da lei e sabem identificar mentirosos. Descubra o que mais.

Contratar um bom detetive particular não é uma tarefa simples, já que não é fácil conseguir recomendações com qualquer um. Por isso, enquanto estiver procurando a agência que ajudará a solucionar o seu caso, é importante saber se os detetives estão preparados para:

Conhecer as leis

Ao contrário do que as histórias dos detetives famosos mostram, nenhum profissional pode agir contra o que diz a lei, mesmo que uma atitude ilícita faça a diferença para solucionar um mistério. É por isso que o detetive particular não invade casas e escritórios, não hackeia senhas de computadores, e-mails e redes sociais e não descumpre decisões oficiais, além de muitas outras ações ilegais. Se, durante a sua busca por um detetive, ele disser que irá atuar dessa forma, não faça a contratação. Ele pode estar usando um momento de fragilidade para enganar o cliente ou arriscando a sua reputação, pois não existem privilégios para os detetives.

Perceber quando alguém está mentindo

Identificar fatos verdadeiros e falsos relatados pelas testemunhas é um requisito básico para a profissão.  O detetive é capaz de fazer isso ao analisar o discurso, as emoções e a linguagem corporal das pessoas, como, por exemplo, quando elas não respondem perguntas diretas com “sim”ou “não”, quando não demonstram emoção compatível com o que estão dizendo e quando evitam fixar o olhar. As técnicas fazem a diferença durante a investigação particular, e dominá-las pode ser a chave para desvendar até mesmo os casos mais difíceis.

Utilizar a tecnologia a favor da investigação

Todo profissional que atua na área deveria estar familiarizado com os equipamentos mais modernos de investigação. Câmeras fotográficas, escutas, rastreadores, drones e muitos outros aparelhos têm facilitado o trabalho, proporcionado mais assertividade e permitindo respostas mais rápidas para os clientes, e é por isso que a maioria das agências de detetives já possui tecnologia de ponta. Entretanto, alguns profissionais das antigas preferem realizar investigações de forma tradicional por não terem familiaridade com esse tipo de aparelho, o que pode interferir na confiabilidade do serviço prestado.

Atender bem os clientes

É natural que clientes que contrataram um detetive não tenham conhecimento sobre o trabalho e estejam ansiosos pelo resultado da investigação. Por esse motivo, eles desejam entender cada etapa do processo, esperam contato frequente dos profissionais e contestam as provas entregues. Os detetives particulares necessitam de muito jogo de cintura para atender as expectativas, já que o cliente deve ser a sua prioridade durante o envolvimento com o caso e fazer um bom trabalho pode resultar em indicações, satisfação e muitos benefícios para o profissional e para a agência contratados.

7 coisas que detetives particulares devem saber

Estar preparado para lidar com diversas reações

Ao dar aquela notícia final, que pode ser boa ou má, é praticamente impossível prever qual será a reação do cliente. Muitas vezes, a conversa termina em lágrimas e o detetive vira até mesmo um conselheiro sobre as próximas decisões do cliente, enquanto que em alguns casos, eles podem sair para comemorar as descobertas, sendo necessário que o detetive tenha experiência no trato com diversos tipos de pessoas. Além disso, o profissional precisa saber lidar com seus entrevistados, pois são pessoas que ele conhece há pouco tempo, a partir de um curto período de observação.

Preparar relatórios

O trabalho do detetive exige uma parte burocrática que nem todo mundo gosta de fazer. No entanto, é preciso ter conhecimento para organizar em um único arquivo no computador as provas reunidas, os depoimentos das testemunhas e as conclusões obtidas a partir da investigação, conforme o contrato assinado. Ficar atento às exigências do cliente é muito importante, pois enquanto que alguns se contentam com o relatório padrão da agência, outros, como os clientes empresariais, exigem uma série de informações para a prestação de contas.

A profissão de detetive particular é arriscada

Os detetives particulares correm muitos riscos antes, durante e após concluir uma investigação. Entre os perigos da profissão, estão desde comportamentos imprevisíveis de vítimas e testemunhas até ameaças, sequestros e tentativas de homicídio. Para proteger a si mesmo a família, é comum que o profissional atue de forma anônima ou muito discreta. A ação faz parte da profissão de detetive particular, e, se o agente não estiver atento e pronto para se defender, ele pode correr risco de vida.

Os detetives da Líder são assim

A agência Líder Detetives conta com dezenas de detetives profissionais experientes e capacitados para solucionar casos que vão de traições amorosas a mortes suspeitas. A equipe está ciente de todos os pontos de atenção da profissão e atende com seriedade, proporcionando um resultado confiável para o cliente. Faça uma visita e conheça uma equipe de qualidade para auxiliar com o seu caso!

5 respostas

  1. PENSO EM INGRESSA. ESSA CARREIRA TENHO 21ANOS ME CHAMO EMERSON SÓ UM GAROTO FANATICO POR EN VESTIR AÇÃO E CIÊNCIAS ESSE É O TIPO DE TRABALHO QUE PROCURO

  2. Olá eu descobrir um mistério da palavra mas quando agente foi ver novamente as letras elas sumiram não ficou nos histórico nem nada diz eu vou morre eu disse eu vou morre morre bizarro

  3. quanto é cobrado para saber informações, de uma pessoa que esta tendado denegrir minha imagem na justiça, sendo que ela não tem moral, para difamar alguém, tudo por um amor não correspondido, ela é lésbica, me deu uma criança ao nascer , e como não correspondo seu amor , usa a criança, mesma tem uma vida duvidosa, vive no meio de uma quadrilha de ladrão, sendo que a irmã dela faz parte, e ela se desfaça de vendedora de bombom, próximo as drogarias para pedir as coisas, e tudo que citei na justiça ela contestou, vou ter uma réplica diante juízo, ela pegou minha filha ontem dia 29/11/19, tenho amor por essa criança pois crio ela desde que nasceu,hoje ela está com três anos e quatro meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco pelo WhatsApp