Os detetives particulares já estrelaram diversos programas, mas eles são bem diferentes dos profissionais ativos nos dias de hoje

 

Os detetives sempre estiveram presentes no imaginário popular, pois pouco se sabe sobre essa curiosa profissão. Com a publicação dos livros de Sherlock Holmes, o detetive mais famoso de todos os tempos, o interesse só aumentou, resultando em diversas opções de entretenimento que têm investigadores como personagem principal.

A figura desses detetives na ficção é quase sempre estereotipada: eles se vestem com casacos longos, chapéus e carregam uma lupa no bolso para encontrar evidências, além de se basearem em seus instintos para resolver crimes ou desaparecimentos.  Os investigadores modernos, no entanto, podem se passar facilmente por uma pessoa comum, usam diversas tecnologias para obter provas e trabalham para agências, resolvendo mistérios que vão de traições conjugais a investigações empresariais.

A caracterização, aliada a uma boa dose de humor e suspense, acabou se tornando séries e desenhos ideais para pessoas de todas as idades. Confira, dos mais antigos aos atuais, quais são as melhores adaptações e tente resistir à vontade de iniciar na profissão:

TWIN PEAKS

Twin Peaks foi a primeira série para televisão que consolidou o formato conhecido hoje em dia, no início dos anos 90.

TWIN PEAKS

Na série do cineasta David Lynch, o assassinato da estudante Laura Palmer causa uma comoção na pequena cidade de Twin Peaks, proporcionando momentos de suspense, drama e surrealismo para os telespectadores.

O agente do FBI Dale Cooper era o responsável por conduzir a principal investigação, enquanto que os amigos da jovem trabalhavam por conta própria para desvendas os fatos. No início cada episódio, uma excêntrica personagem dava dicas sobre o que teria acontecido com a estudante.

SHERLOCK

O drama policial inspirado nas aventuras do famoso detetive particular teve sua estreia em 2010, estrelando Benedict Cumberbatch como o protagonista e Martin Freeman como Watson.

SHERLOCK

O seriado explora diferentes crimes que parecem não ter solução acontecidos na cidade de Londres do século XXI, mas o conflito com o antagonista Jim Moriaty perpassa todas as quatro temporadas disponíveis até o momento. Nessa versão, Watson se torna parceiro do detetive ao precisar dividir um apartamento na cidade. A premiada série se tornou uma das mais vistas no Reino Unido desde 2001 e já foi exportada para mais de 200 países do mundo.

AS AVENTURAS DE TINTIM

O personagem Tintim, era, na verdade, um repórter, acompanhado em suas aventuras pelo cachorro Milu.

AS AVENTURAS DE TINTIMComo ele sempre estava atrás de descobertas para suas reportagens jornalísticas, acabava executando um verdadeiro trabalho de investigador particular, passando por muitos apuros.

Originalmente um quadrinho, o personagem criado pelo belga Hergé no fim dos anos 20 adquiriu relevância no mundo todo por ter como pano de fundo de seu trabalho momentos históricos contemporâneos a sua época, como a segunda Guerra Mundial.

SCOOBY DOO

Os quatro jovens e o medroso cachorro Scooby Doo representam um dos desenhos mais duradouros da televisão, com mais de 500 episódios. Fred, Velma, Daphne e Salsicha, além do cão falante, investigavam casos misteriosos enquanto seguiam pistas, escapavam dos vilões ou fantasmas e, ainda, se confundiam muito!

Detetive

O desenho do fim nos anos 60 foi tão bem-sucedido que inspirou outras versões, com personagens infantis, filmes com atores de carne e osso, episódios apenas com os amigos Salsicha e Scooby, além de outros sucessos que repetiram a mesma fórmula. O episódio era finalizado com a identidade do vilão revelada e o bordão “eu teria conseguido se não fossem por esses jovens intrometidos e esse cachorro estúpido”.

INSPETOR BUGIGANGA

 

Detetive
O desastrado detetive particular conhecido como Inspetor Bugiganga era parcialmente humano, pois se transformou em um robô com mais de 13 mil utensílios para executar a sua profissão.

O desenho animado de 1983 também contava com a participação da sobrinha do Inspetor e seu cachorro, além do arqui-inimigo do detetive, Doutor Garra. Ao contrário de todo o episódio, no final, Bugiganga se mostrava muito sensato ao compartilhar lições de moral para as crianças. A história rendeu dois filmes.