O resultado do trabalho de um detetive na Investigação Conjugal, pode ser o que vai definir a causa!

A investigação conjugal é uma das modalidades mais procuradas nas agências de detetives. Ciúmes, desconfianças, brigas entre os casais, separação, tudo isso faz com que a demanda por este tipo de serviço seja cada vez mais recorrente.

Além disso, ter materiais para embasar o caráter do parceiro pode ser um excelente termômetro na hora de definir algumas questões no divórcio. Motivados, principalmente, pela suspeita de adultério, a procura por um investigador conjugal quase nunca é em vão.

Sim, na maior parte dos casos, o cliente está mesmo sendo traído, até porque quando chega ao ponto de procurar ajuda profissional é que a pessoa já está desconfiada que algo está diferente em seu relacionamento e os indícios são fortes.

Em geral, a demanda atende mais mulheres do que homens, mas não à toa. Dados da pesquisa Mosaico 2.0, conduzida pela psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade (ProSex) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, ouviu 3 mil brasileiros, em 2016, e mostrou que eles traem mais que elas: são 50,5% de homens que admitem terem sido infiéis em seus relacionamentos, contra 30,2% de mulheres.

Entenda como funciona uma investigação conjugal

Para o caso de suspeita de infidelidade, tudo começa quando uma pessoa, desconfiada do seu parceiro, procura uma agência de detetives.

Nos casos de investigação conjugal é importante descrever informações ao investigador sobre o investigado. Como comportamentos, costumes, lugares frequentes, entre outros pontos relevantes para um melhor desfecho do caso.

Nos casos de investigação conjugal é importante descrever informações ao investigador sobre o investigado. Como comportamentos, costumes, lugares frequentes, entre outros pontos relevantes para um melhor desfecho do caso.

Ela é convidada a relatar o que há de errado no relacionamento e traçar um perfil da pessoa investigada. Isso vai servir de apoio para que o detetive se enquadre a este perfil.

Com estas informações em mãos, os detetives passam a seguir a pessoa investigada, frequentar os mesmos locais e acompanhar a rotina com o máximo de discrição. Este é o momento em que o detetive começa a recolher as provas, basicamente, fotos e vídeos que provem o envolvimento dela com outra pessoa.

O prazo para o desenrolar da investigação varia de cada caso, mas, normalmente, isso leva de uma a duas semanas, que é o tempo médio que o investigado leva para encontrar a outra pessoa envolvida na traição.

Além da traição

Os casos de infidelidade são os mais comuns, mas uma investigação conjugal não se restringe a eles.

Investigação Conjugal nos casos de divórcio.

Há pessoas que procuram detetives para comprovar agressividade do parceiro com elas e com os filhos, por exemplo, ou para ajudar na definição de questões como a guarda das crianças, pensão e divisão de bens, no momento de um divórcio.

Há muitas maneiras de recolher provas e auxiliar nas decisões judiciais, mas cada caso será analisado de maneira particular pelos investigadores, de acordo com a necessidade do cliente. Por isso, é importante sempre contar com profissionais sérios e qualificados, pois, sobretudo, em uma decisão judicial não pode haver erros ou apresentação de provas falsas.

E, a Líder Detetives, empresa de detetives especializada, conta com profissionais sérios e dedicados para oferecer todo suporte necessário para avaliar de perto e solucionar cada tipo de caso.